quinta-feira, 14 de abril de 2011

Maldita Critica Construtiva


Olá seguidores assíduos do blog falido !

Passei alguns vários dias ausente do blog, perdoem me. Vocês merecem serem preenchidos de bastante cultura trash, ops, de informações diversas.

É difícil ter algum tema interessante que não tenha sido dito em algum outro blog ou site da vida, não é verdade? Por este motivo, meu gênio criativo ficou viajando a negócios, procurando alternativas e idéias que sejam talvez não originais, mas que tornasse o blog interessante de se ler.

Não poderia deixar de ressaltar que infelizmente é difícil incentivar a leitura produtiva em nossos queridos brasileiros. Os diferenciais são em sua maioria os que buscaram pelo meio do ensino profissionalizante uma forma de destacar-se no mercado ‘’culto’’. Diria resumido que: quem lê mais aprende mais. Fato notório!

Para mim é um desafio, melhorar minha pontuação, gramática e principalmente redação, para enriquecer o blog de assuntos comuns porem com uma leitura estimulante. Que não fossem retratadas com uma linguagem difícil e sem graça. Alias um toque de humor não faz mal a ninguém. Afinal existem varias formas de fazer criticas.

Eu curto criticas com humor ‘’refinado’’ para não dizer outra coisa. Mas apesar de escrever bastante asneira na minha vidinha cotidiana penso 10.000x ( dez mil eu acho ) vezes, antes de falar alguma coisa. Acho que muitos deveriam fazer isto. E por este motivo o tema de hoje é ‘’ maldita critica construtiva ‘’.


Vocês conhecem pessoas extremamente na linha? Pessoa que se pudessem contar os fios de cabelo do couro capilar o fazia todos os dias?

Ta, isto é absolutamente normal. Ou não, neah ¬¬

O grande problema de lidar com diferenças de personalidade dentro de um grupo, é saber ponderar o momento certo de fazer criticas construtivas. E acredite que exista em milhares de milhões, pessoas que criticam achando estar fazendo o melhor para o próximo, mas na realidade estão alimentando um sentimento negativo no outro sobre você mesmo.

Em escolas, quando a formação da identidade é comum os ‘’ coleguinhas ‘’ te encherem as paciências só porque você é diferente daquele grupo, ou porque você tem alguma dificuldade em uma determinada matéria ou atividade grupal. Daí com o tempo você vai crescendo, odiando ser ‘’ criticado ‘’ seja de qualquer forma. É um porre neah?

Mas como somos humanos perfeitos por sermos imperfeitos, sabemos moldar nossas atitudes, para que no final estejamos contentes com nós mesmos e com harmonia com nossos dito semelhantes – não tão semelhante assim !

O problema que nem todo mundo, pois o mundo é grande demais, sabe lidar com os próprios sentimentos de raiva, descontentamento e paciência. E quando em uma determinada situação, ficam de frente com algum critico potente e perspicaz, o que pode gerar um conflito maior que o interno.

Dentro de um ambiente de trabalho principalmente, lidar com diferenças é o essencial, pois apesar de que cada um tem a sua função no fundo todos trabalham para um só corpo no caso a empresa. É terrível lidar com o tipo critico e com o tipo anti-feedback. E piorou lidar com os dois ao mesmo tempo. E mais difícil ainda saber lidar consigo mesmo quando entra em choque com os dois tipos. Pois se você não estiver em plena paz mental para suportar toda carga conflituosa, acaba por entrar no meio dela como participativo ativo.

Bom, viajei no assunto. Mas queria entrar em todos os tipos possíveis e impossíveis de lidar com pessoas criticas que não sabem a hora de calar-se e com as explosivas que detestam receber criticas ‘’ de mentirinha construtivas ‘’.

A lição de moral aqui com essa historinha de blá blá blá é que comece a olhar para dentro de si mesmo, procure ver seus erros ao invés de procurar erros nos outros e tente OBRIGATORIO consertar os seus. então dou lhe total credibilidade para fazer qualquer criticas construtivas ao meu e ao nosso respeito.

Este texto de hoje era só para não deixar o blog parado, mas tenho outras coisinhas em mente para divulgar aqui, com imagens inusitadas também. Mas isto só quando me lembrar de levar o cabo USB para o serviço e passar as fotos do celular no pc .

Obs: I hate when constructive criticism do not ask them.





See you later! \o_


2 comentários:

  1. Hi, o/

    Você disse tudo e mais um pouco rs,
    Quantas são ditas palavras sem pensar? Pessoas que criticam sem um bom embasamento, certas ocasiões são melhor calar não é mesmo? Diria até que estamos cercados por "críticos" (isso é critico!). É em casa na escola no trabalho, na rua, no ônibus, onde quer que você vá lá terá sempre alguém a observar, seus atos palavras, atitudes e na net então...
    Como se blindar contra isso? Se o que pareci certo para mim muitas vezes não o é para o outro?
    São tantas as interrogações que concordo plenamente que devemos pensar e repensar antes de falar, pois quem não sabe, saiba do poder que tem as palavras...

    Afinal somos..
    "perfeitos por sermos imperfeitos"

    ResponderExcluir
  2. Curti o texto, Nanda.
    Beijos. Au revoir (:

    ResponderExcluir